ENQUETES

Se as eleições em MT fossem hoje, em quem você votaria para governador?

PUBLICIDADE

Polícia / "PÓ BRANCO"
12.08.2017 | 10h48
Tamanho do texto A- A+

Advogado e guarda são presos após invadirem casa armados

Eles estariam atrás de um homem que supostamente furtara uma pasta de dentro de um carro

Reprodução

Clique para ampliar

Advogado e guarda municipal estavam bastante alterados

VITÓRIA LOPES
DA REDAÇÃO

Um advogado de 39 anos e um guarda municipal de 40 foram presos após invadirem armados uma residência no Centro de Várzea Grande, na madrugada deste sábado (12).

 

A dupla entrou no local à procura de um homem que supostamente teria furtado uma pasta de dentro de um carro estacionado em frente ao escritório do advogado.

 

Segundo consta no boletim de ocorrência, os dois pularam o muro da casa e logo abordaram a moradora. O advogado teria tentado agredir a mulher enquanto perguntava sobre o homem que procurava. Em determinado momento, ele teria dito a ele que pertenceria ao Comando Vermelho.

 

Ao não encontrar o homem, o advogado e o guarda municipal saíram do local em um HB20 branco em alta velocidade. A vítima então acionou a polícia, relatando ainda que conhecia o advogado.

 

Os policiais seguiram à procura do profissional em seu escritório, que estava vazio. Porém na casa ao lado, havia uma festa. Após apertarem a campainha da casa várias vezes, os PMs foram atendidos e informados de que os dois não estavam no local.

 

Desconfiada, a equipe conseguiu entrar na casa e encontrou os dois homens num cômodo. O advogado estava bastante alterado e seu nariz estava sujo de “pó branco", conforme o boletim de ocorrência.

 

Os suspeitos resistiram à voz de prisão e acabaram tendo que ser imobilizados e algemados.

 

Os dois foram conduzidos com escoriações, devido à resistência, até à Central de Flagrantes. A Polícia Civil investiga o caso.

 

Outro lado

 

Por meio de comunicado, a Secretaria de Comunicação Social de Várzea Grande informou que o guarda municipal preso, que atua no Município, é concursado e atualmente está em férias regulares, "o que não o exime de cumprir com as leis a que todos os cidadãos estão sujeitos, bem como as responsabilidades inerentes a função de Guarda Municipal que é o de zelar pela probidade administrativa, pela segurança da população e pelos próprios públicos".

 

A nota ainda informa que a Prefeitura tomará as medidas cabíveis para apurar o caso. Abaixo, leia o texto na íntegra:

 

"A Secretaria de Comunicação Social de Várzea Grande, em relação aos fatos noticiados pela imprensa, envolvendo o Guarda Municipal ANDREI DUARTE DESUITE ALVES esclarece que:

 

·        O referido servidor público municipal é concursado e se encontra em período de férias regulamentares, o que não o exime de cumprir com as leis a que todos os cidadãos estão sujeitos, bem como as responsabilidades inerentes a função de Guarda Municipal que é o de zelar pela probidade administrativa, pela segurança da população e pelos próprios públicos;

 

·        O registro da ocorrência determinada pela autoridade policial Judiciária Civil e pela Guarnição da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso – PMMT, que apontam pela responsabilidade do Guarda Municipal com os crimes de ameaça; violação de domicílio; desobediência; resistência a prisão e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido são motivações para que a Administração Municipal através dos órgãos competentes promova o devido Processo Administrativo Disciplinar;

 

·        O Comando da Guarda Municipal de Várzea Grande já adotou as providências para uma profunda apuração, consubstanciada no fatos narrados pelas autoridades policiais e pelas testemunhas para subsidiar a abertura do Processo Administrativo Disciplinar;

 

·        Essas providências demandam do fato que o referido Guarda Municipal terá que passar por uma apuração da Corregedoria da Guarda Municipal de Várzea Grande além do PAD – Processo Administrativo Disciplinar que é parte do Código de Ética dos Servidores Públicos Municipais.

 

 

A Secretaria de Comunicação Social de Várzea Grande informa ainda que ficarão resguardados todos os direitos da ampla defesa e do contraditório ao Guarda Municipal, assim como está constitucionalmente assegurado o mesmo direito a todo  qualquer cidadão.

Aproveita o ensejo para externar a toda população, um pedido formal de desculpas por qualquer transtorno ou inconveniente que o Guarda Municipal tenha provocado e reforça sua mais alta confiança na instituição criada dentro de padrões éticos e morais para servir a todos os cidadão e a Várzea Grande".

 

 




Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados