ENQUETES

Você é a favor ou contra O FIM do estatuto do desarmamento?

PUBLICIDADE

Polícia / PRESO NA SODOMA
21.06.2016 | 15h40
Tamanho do texto A- A+

Esposa de ex-secretário da Sefaz denuncia sequestro e agressão

Segundo Marnie de Cursi, bandidos se identificaram como policiais e disseram ter um mandado

Marcus Mesquita/MidiaNews

Clique para ampliar

Os bandidos disseram que tinham um mandado de prisão da GCCO contra ela

YURI RAMIRES
DA REDAÇÃO

A empresária Marnie de Almeida Cláudio de Cursi, esposa do ex-secretário de Estado de Fazenda, Marcel de Cursi, denunciou ter sido sequestrada e agredida por dois homens na manhã desta terça-feira (21) em Cuiabá. Os bandidos se passaram por policiais civis.

 

Marcel está preso desde o ano passado por suspeita de envolviemento em um esquema de fraudes para a concessão de benefícios fiscais. O caso veio à tona com a Operação Sodoma, da Polícia Civil.

 

De acordo com as informações do delegado Flávio Stringueta, da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Polícia Judiciária Civil, Marnie foi abordada por dois homens quando chegava em casa.

 

Ela contou que os bandidos estavam com roupas da Polícia Civil e disseram que estavam com um mandado de prisão e que ela seria conduzida para a sede da GCCO.

 

No entanto, Marnie contou não ter acreditado na versão e teria rebatido a informação. Os bandidos teriam sacado a arma e anunciado um roubo.

 

Usando de força, eles colocaram a mulher dentro do veículo da família, uma picape Hilux. Eles, então, fugiram em direção ao Condomínio Belvedere.

 

Em uma região de matagal, os bandidos agrediram e mulher e, em seguida, teriam dito a ela que queriam o dinheiro que o marido supostamente escondia.

 

“Eles pediam por um suposto dinheiro que o marido teria escondido, e ainda chegaram a citar reportagens que foram veiculadas na imprensa sobre esse valor”, disse o delegado.

 

Após negar qualquer existência de dinheiro, a mulher foi abandonada no local.

 

Durante a fuga, ela chegou a cair algumas vezes. O delegado lembrou que ela está machucada devido à fuga.

 

A Polícia Militar foi acionada por familiares de Marnie, que perceberam a movimentação estranha.

 

O 1º Batalhão da PM informou que, momentos depois de Marnie ser liberada, os bandidos deixaram a caminhonete em frente à loja Planeta City Lar, na Avenida Fernando Corrêa, no Coxipó.

 

Agora, a Polícia Civil vai investigar o crime.

 

O ex-secretário Marcel de Cursi está preso desde setembro do ano passado, no Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC).

 

Empresa

 

Marnie chegou a ser citada na Operação Sodoma. Investigações da Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz-MT) mostram que uma empresa aberta em seu nome (a M de A Claúdio EPP) movimentou mais de R$ 6,8 milhões entre os anos 2012 e 2015.

 

Segundo os investigadores da Polícia Civil, a empresa foi aberta em 6 de julho de 2012, dois dias após a nomeação de Cursi como secretário de Estado de Fazenda pelo então governador Silval Barbosa (PMDB) – e não possuiria fornecedores, funcionários e tampouco clientes.

 

Entre 2012 e 2014, a empresa recebeu, em contas abertas no Bradesco, Banco do Brasil, Caixa, Itaú e HSBC, centenas de depósitos que somam R$ 3,53 milhões.

 

Além dos R$ 1,75 milhão em 2012, Marnie recebeu R$ 1,59 milhão em 2013 - e R$ 188 mil em 2014. Nos dois primeiros anos os recebimentos vieram na forma de 503 cheques.

 

Leia mais sobre o assunto:

 

Empresa de esposa de Cursi movimentou R$ 6,8 milhões

 

 




Clique aqui e faça seu comentário


1 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Marcos  22.06.16 08h28
Marcos, seu comentário foi vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados