ENQUETES

Como você vai gastar seu 13º salário?

PUBLICIDADE

Política / “INTRANSIGÊNCIA”
19.06.2017 | 16h01
Tamanho do texto A- A+

Deputado diz que antecipar RGA pode atrasar folha de pagamento

“Não adianta o Governo dar a RGA e não pagar mais a folha”, diz Romoaldo Junior

JLSiqueira/ALMT

Clique para ampliar

O deputado estadual Romoaldo Junior, que citou intransigência de servidores em discussão sobre RGA

DOUGLAS TRIELLI
DA REDAÇÃO

O deputado estadual Romoaldo Junior (PMDB) criticou o pedido de representantes dos servidores públicos, que solicitaram a antecipação do pagamento de parcelas dos 6,58% da Revisão Geral Anual (RGA) para este ano.

 

Pela proposta inicial do Governo do Estado, a RGA seria paga em duas parcelas de 2,15% e uma de 2,14%, nos meses de janeiro, abril e setembro de 2018, respectivamente. Após pressão dos sindicalistas, o Executivo propôs antecipar uma parcela para novembro deste ano. Além disso, ainda serão pagos em 2017 duas parcelas da reposição do ano passado.

 

“Estão sendo totalmente intransigentes. É 'dá o meu aqui e o resto que se dane'. Mas não é assim. Hoje a prioridade do Estado é por a Saúde para funcionar, está morrendo gente. Já estão todos de acordo em dar, mas dar de uma forma que não impacte na folha e ela seja atrasada e prejudicar mais a Saúde”, disse o parlamentar.

 

Estão sendo totalmente intransigentes. É dá o meu aqui e o resto que se dane. Mas não é assim

Segundo Romoaldo, o Governo não tem caixa, no momento, para pagar o valor anual da reposição, que chega a R$ 500 milhões. Ele defendeu “maturidade” na discussão.

 

“Tem que ter maturidade do Fórum Sindical. O governador já concordou em dar a RGA, mas dar no momento que tenha como pagar. Não adianta o Governo dar a RGA e não pagar mais a folha. Começar a atrasar”, afirmou.

 

“Tem que ter muita calma nessa hora. Nada de greve e não fazer a população pagar mais caro, porque não tem recursos. Não tem caixa para fazer frente a mais R$ 500 milhões na folha de pagamento”, disse.

 

Erros do passado

 

O peemedebista acredita que parte dos problemas para pagamento salarial está em leis aprovadas pela Assembleia Legislativa no passado.

 

“RGA é um direito do servidor. Ele tem que receber isso, não é só pela recuperação inflacionária, mas para garantir sua aposentadoria. Agora, o Estado não tem como pagar a RGA neste momento. Falo isso porque conheço os números”, afirmou.

 

“Quando aprovamos aqui algumas leis, como a dos professores, eu falava que lá na frente isso ia impactar de uma forma que não conseguiríamos dar a RGA. E o servidor, infelizmente, a primeira coisa que fala é em fazer greve. Mas não é assim. A greve só atrapalha uma categoria, que é o cidadão contribuinte”, completou.

 

Leia mais sobre o assunto:

 

Governo propõe antecipar parcela para novembro deste ano

 




Clique aqui e faça seu comentário


18 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

zunni  20.06.17 16h21
Este DEPUTADO não tem um pingo de moral para fala de RGA, aleais todos deputados deveria diminuir seus verbas que daria para pagar o RGA de todos servidores.
3
0
João neto  20.06.17 12h10
João neto, seu comentário foi vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas
Luis  20.06.17 11h46
Luis, seu comentário foi vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas
Helio  20.06.17 08h51
Esse deputado estadual está de brincadeira, então por que não tira privilégios dos três poderes, só o executivo que tem que ser penalizado, tira as renúncias fiscais dos grandes empresários, que só ganham benevolênciase.
49
3
Isaias Queiroz  19.06.17 22h15
Os servidores desejam RGA integral. Atraso de salário eh o de menos
26
4

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados